• Apologia Brasil

Niterói promove seminário para debater políticas públicas de democratização da leitura

A Secretaria e a Fundação Municipal de Educação de Niterói promovem o I Seminário de Bibliotecas, Educação e Culturas, nesta sexta (22)

Foto: Divulgação internet
Foto: Divulgação internet

A Secretaria e a Fundação Municipal de Educação de Niterói promovem o I Seminário de Bibliotecas, Educação e Culturas, nesta sexta-feira (22), com o objetivo de debater políticas públicas que possam democratizar a leitura na cidade. O evento on-line, que será transmitido no Facebook Educação Niterói, trará as principais ações que estão sendo desenvolvidas para as bibliotecas escolares e populares do município.

A abertura do evento será às 10h e contará com a presença do Secretário de Educação de Niterói, Vinicius Wu, e do Subsecretário de Projetos Transversais, Cooperação e Articulação Institucional, Thiago Risso. Eles vão apresentar os planos traçados pela SME no sentido de assegurar o acesso da leitura a todos.

“A Educação de Niterói tem como prioridade a implementação de políticas públicas que possibilitem a democratização da leitura e a ampliação das bibliotecas escolares por meio de um projeto comprometido com a formação de leitores-autores. É muito importante que a Cultura esteja presente ativamente nas nossas unidades em ações transversais que envolvam toda a comunidade escolar. A cidadania e a produção de conhecimento se formam pelo diálogo e pela relação íntima com a leitura’’, afirma o secretário.

Logo em seguida, haverá a participação das coordenadoras das Bibliotecas Populares, Fernanda Frambach e Maria Lúcia Gonçalves, e da coordenadora de Educação e Cultura da SME/FME, Liliane Balonecker, apresentando as ações desenvolvidas em 2021 e os projetos para o próximo ano.

"Acreditamos que o seminário será fundamental para ampliarmos as discussões sobre a importância e as potências das Bibliotecas – tanto as populares quanto as escolares, na formação dos leitores e nas leituras do mundo. Poderemos também socializar as ações desenvolvidas ao longo da pandemia e ainda apresentar as iniciativas para o próximo ano”, aponta Fernanda Frambach.

Já no período da tarde, a partir das 14h30, acontecerá uma mesa de debates sobre o conceito de Biblioteca Pública e a potência da biblioteca escolar para uma educação cidadã, seguida de uma roda de conversa com os bibliotecários da rede sobre o trabalho desenvolvido com os alunos nas escolas e com a população em geral nas bibliotecas populares.

“Acreditamos na biblioteca enquanto força propulsora de transformação social, pois ela atua de forma significativa no processo de formação do cidadão leitor crítico e reflexivo. A nossa luta por justiça social e por uma educação pública de qualidade pressupõe a leitura e a literatura ao alcance das crianças. A biblioteca, o acesso ao livro, à leitura e à informação é um direito de todos e, portanto, reiteramos nosso compromisso político e ético com a formação de sujeitos leitores-autores”, analisa Liliane Balonecker.

Programação


10h - Mesa de Abertura

Secretário de Educação - Vinícius Wu

Subsecretário de Projetos Transversais, Coordenação e Articulação Institucional - Thiago Risso

Coordenação de Bibliotecas Populares: Ações desenvolvidas em 2021 e projeções (Coordenadoras Fernanda Frambach e Maria Lúcia Gonçalves)

Coordenação de Educação e Cultura: Ações desenvolvidas e projeções (Coordenadora Liliane Balonecker).

Tarde – Mesa de debates


14h30 - Palestra “Repensando o conceito de Biblioteca Pública” – Profª Drª Daniele Achilles (UNIRIO) e Renata Oliveira (UNIRIO)

Mediação: André Valim

15h30 - Palestra “Biblioteca escolar e sua potência para uma educação cidadã”- Profª Drª Rosimere Cabral (UFF)

Mediação: Guilherme Fani

16h30 – Roda de Conversa “Leves enganos e parecenças” - Aproximações e distinções no trabalho das bibliotecas populares e escolares

Bibliotecário Marcelo Marques (Biblioteca Popular Aguinaldo de Macedo)

Bibliotecária Juliana Tavares (Biblioteca Popular Monteiro Lobato)

Bibliotecária Jandira Jesus (UMEI Jacy Pacheco)

Bibliotecária Camila Lima (E. M. Helena Antipoff) Mediação: Guilherme Fani

Posts Em Destaque
Posts Recentes