• Apologia Brasil

Um mau cronista


"Às vezes o cronista culpa os trabalhos da faculdade. Noutras, o trânsito, o surto de Zika ou a viagem de última hora para algum povoado inacessível nas Maldivas.

Aqui quem fala é o editor deste jornal, para avisar que a coluna deste mês não foi enviada pelo cronista. Precisei preencher este espaço com qualquer texto, porque o Kaio não é bom com prazos, e não nos enviou a coluna a tempo. Todo mês é a mesma coisa: recebemos a crônica na última hora, às vésperas de fechar a publicação. Isso é um problema para o pessoal da diagramação, para o pessoal da edição, para os revisores... Poxa, Kaio, qual é o seu problema com enviar o texto dentro do prazo? As desculpas variam. Às vezes o cronista culpa os trabalhos da faculdade. Noutras, o trânsito, o surto de Zika ou a viagem de última hora para algum povoado inacessível nas Maldivas. No mês passado, quando perguntado sobre o texto para o jornal, respondeu pretensiosamente: “Se até o país é atrasado, por que o autor de crônicas deve ser pontual?”

Já pedimos algumas vezes que ele mandasse o texto com antecedência. Kaio, porém, disse que sofre de um mal crônico. “Seu mal crônico se chama preguiça, isso sim!”, retrucou, com raiva, o editor que vos escreve. Ontem mesmo o vi online às duas da manhã em sua conta no Facebook, gastando o tempo que podia ter usado para escrever para o jornal. Como resultado, precisei eu mesmo redigir o texto desse mês, tentando, sem grande sucesso, imitar o estilo do jovem autor: algumas ambiguidades com a língua portuguesa (Mal crônico – Mau cronista), uso excessivo dos dois-pontos e algumas referências – que ninguém nota – as obras do Veríssimo e do João do Rio. Vou encerrar por aqui, porque ainda tenho um jornal para preparar.

Com afeto,

O editor.

Obs:. O artigo foi realmente escrito pelo Kaio Rodrigues

Não sabemos se esse é o Kaio, mas ele é escritor.

Posts Em Destaque
Posts Recentes